Um coração novo

Era preciso muita delicadeza
Uma lixa muito fininha
Pelica nas mãos para segurar
E lixar, e polir, cada centímetro
Sem apertar, sem ferir
Mas sem deixar nada para trás
Conseguiu limpar inteiro
Tirou as marcas do tempo
As marcas das mãos brutas
Que um dia o tocaram
As cicatrizes de tantos sofrimentos
Os riscos deixados pelas traições
As manchas deixadas por quentes lágrimas
As depressões que as mágoas causaram
E, depois de tudo recuperado,
Com todo o cuidado
Abriu o fundo do peito
E recolocou no lugar
Um coração agora renovado

(Imagem: banco de imagens Google)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s