Dia de poesia – Anjo Travesso – Pedaços de mim

Sem que percebesse, o teu olhar
Me tocou profundamente...
Senti-me levitar
Enquanto invadias a minha mente...
Não sei se fiquei serena ou inquieta.
Sei apenas, que me senti invadida,
E de uma maneira discreta
Me senti ser despida.
Com o corpo coberto,
Mas a alma a nu...
Sem saber ao certo
Quem eras tu!
Porém afirmo, com toda a convicção,
Que nossas almas, se reconheceram
Naquele breve instante...
Senti parar meu coração...
Palavras em silêncio se leram,
No brilho de um olhar fulminante!
Afastei meu olhar, timidamente,
Pelas imagens que poderias ler,
Amor de alma a gente sente...
Sem nunca o conseguir descrever.
Um sorriso delicado se desenhou,
Ao perceber que foi reconhecida
A alma que tanto amou
Em mais do que uma vida!
Toque singelo e singular,
Fez meu corpo estremecer
Sabendo que já foste meu lar...
E que eu já fui tua mulher...
Penetrante olhar me despia,
Pois há muito me conhecia!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s