Dia de poesia – Cândido Arouca – Amo-te na ausência

Silhueta Casal Relação - Gráfico vetorial grátis no Pixabay

Uma parte de ti

Uma parte de ti é a que me dás quando me beijas.

Uma parte de ti é a que partilhas comigo quando me possuis.

Uma parte de ti é a que recebo em cada gesto teu,

em cada olhar,

em cada carícia,

na saudade de cada ausência,

no desejo de te ver,

de te ter.

Uma parte de ti é a distância que nos separa.

É ter-te encontrado.

É saber que existes,

que nos pertencemos,

que nos temos,

mesmo quando não nos temos!

Uma parte de ti és tu toda,

mas pode ser apenas a tua mão,

a tua boca,

os teus seios,

o teu sexo,

ou nada,

porque te amo mesmo na ausência do teu corpo.

Cada parte de ti é o teu todo,

és tu toda.

A tua ausência é também uma parte de ti,

a que dói,

a que faz sofrer,

a que faz chorar,

a que faz desejar-te mais ainda.

E quando voltas, a parte de ti que é o teu todo, completa-me,

satisfaz-me,

preenche-me.

E fico também completo,

por te ter,

toda.

(Imagem pixabay.com)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s