Poesia da casa – Sem volta


Eu vi o sol surgir por trás do deserto,
além do continente africano:
Era fogo, era seco, era quente
dourado, irradiava sua luz,
rompendo as trevas da noite,
apagando as estrelas


Eu vi seu sol surgir na minha vida
quando você chegou e trouxe amor,
luz, vida e calor e me transbordou.
Tudo cumpre seu destino, tem seu ciclo.
Todos os dias se acabam no crepúsculo
e o sol se vai, prometendo que voltará


O mar volta cinzento para a noite.
O deserto escurece subitamente.
E assim também você se foi.
Minha vida voltou à tristeza antiga E, por não ser um verdadeiro o sol,
você não prometeu voltar um dia...



(Imagem: foto de Maria Alice)