Poesia da casa – Vem me buscar

Vem me buscar!

Traz a paz que já não tenho

E a alegria que eu perdi

Mas vem me buscar

Não conseguirei sair sozinha

Como um barco preso, sem saída

Esquecido em um remanso qualquer

Que anseia pela liberdade de seguir

Que chora pelo rio que já não vê

Vem me buscar!

Traz a confiança que eu preciso

E a fé que eu perdi

Mas vem me buscar

Como um pássaro cativo em uma gaiola

Eu me debato inutilmente neste lugar

E o desespero de meu canto não é notado

Não poderei abrir essa porta trancada

Que me prende sem compaixão

Vem me buscar

Traz a paixão que em mim esfriou

E a vontade de viver que perdi

Como uma mulher abandonada,

Que chora pelo amor perdido

E espera pela redenção

Vem me buscar!

(Imagem: foto de Carlos Eduardo Ferreira)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s