Estresse

Acho que estou ficando estressada.

Apaguei todo o texto que havia acabado de escrever para postar aqui hoje.

Em lugar de copiar, simplesmente apaguei.

A física explica – há um ponto máximo de pressão que pode aplicar em tudo antes que se rompa.

Acredito que passei desse ponto.

Para falar a verdade, tudo tem sido tão atabalhoado que às vezes penso que até gostaria que acontecesse alguma coisa que me possibilitasse entrar em quarentena. Não essa aí que aconteceu nesses quase oito meses, quando só tive sobressaltos, problemas a resolver e muita pressão.

Mas uma quarentena só para mim, onde eu pudesse não pensar, mas sim descansar, flutuar e levitar…

Quem sabe chegará, para mim, esse dia…

Mas, por enquanto, vamos lutando contra as pressões, os limites, e tentando resolver os problemas.

Mesmo que por um dia eu fique sem um texto para postar aqui.

Depois de contemplar uma lua absurdamente vermelha e maravilhosa, pensando que estava apta a me concentrar e escrever, eu me decepciono a mim mesma, apagando tudo.

Assim fica difícil manter meu desafio – hoje atinjo o 186º post seguido. Mas, se começar a apagar o que escrevo, não chego nem ao 190º….