Texto de Angela Caboz – Não é bem o amor que me mata

Não é bem o amor que me mata.

O que acaba comigo é esta distância que não nos separa.

Esta distância que nos aproxima. A distância que eu encurto de cada vez que dou comigo a sonhar-te, e que, o sonho me parece tão real que até há espaço para um abraço.

O que me mata é ter apagado os milhares de quilómetros que o mundo desenhou entre nós para te sentir junto a mim em cada segundo que passa.

O amor é assim, é um veneno que nos torna viciados nessa necessidade de o termos sempre por perto. O amor é o alimento que nos tira a fome, para nos dar vontade de vivermos nos braços de quem amamos.

O amor mata-nos e obriga-nos a continuarmos vivos e com o eterno desejo de o celebrarmos a cada minuto das nossas vidas.

E no entanto, eu morro de amor por ti todos os dias.

Morro de amor, todos os dias quando procuro agarrar-me a esta paixão avassaladora que me mata, por te desejar tanto.

E esta morte dá-me vida.

É tão bom morrer todos os dias para te poder continuar a amar no dia seguinte. Para poder continuar a sonhar com tudo o que ainda não vivemos e que eu vou desenhando nos nossos sonhos.

O amor é o melhor veneno que a vida me ofertou.

É o alimento que sacia sem me dar peso, pelo contrário desde que descobri este amor tenho tanta leveza que consigo viajar até ti a toda a hora.

Este amor é o renascer de uma vida esquecida. É a morte anunciada de uma solidão que nunca foi desejada.

É o final de um drama que nunca quis escrever.

Este o amor é o primeiro passo para deixar que tudo possa recomeçar a viver.

(Imagem: banco de imagens Google)

2 comentários em “Texto de Angela Caboz – Não é bem o amor que me mata

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s