Não me chame outra vez!

 

Não me chame mais uma vez

Pode ser que eu não resista

A saudade dos teus braços

Poderá me arrastar até você

A falta do seu olhar apagou a luz dos meus olhos

A ausência dos seus beijos amargou a minha boca

E não mais tendo seu ombro para recostar

Eu não encontrei mais descanso

A vida é exatamente o que dela fazemos

Mas, às vezes, caímos em armadilhas

E nos distanciamos tanto assim

E o longe se instala em nossa vida

Sempre é hora de retomarmos as rédeas

E darmos novo rumo ao tempo

Antes que seja tarde demais

Por isso, não me chame mais uma vez

Não me diga de novo “venha…”

Pode ser que eu não resista…