Dia de Poesia – Débora Zanon

Nenhuma descrição de foto disponível.

Sabe o que eu mais amo em você.

Não é o seu rosto.

Não é o se corpo.

É sua voracidade.

 

Tudo é violentamente verdadeiro

Profundo

Exato e caótico ao mesmo tempo.

Tudo é paradoxo.

Tudo é a flor da pele.

Tudo quer ser contido.

Por ser dolorosamente vivo

De tão visceralmente profundo

É quase impossível de existir.

 

Amo este seu complexo labirinto

De razões

Tão brilhantemente construídas

De sentimentos tão infinitos.

De frieza, de raiva, de dor, de doçura

De paixão, de asco, de indiferença

Nada é raso em você

Nada é óbvio

Por ser tudo em excesso.

Violento.

Abissalmente

Belo como um enigma.

Absolutamente lindo como a vida.

Em suas contradições e mistérios. 

(Direitos autorais reservados. Imagem retirada da Internet.)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s