Poesia da casa – No mar

Acordo na madrugada,

quando o mar

aos gritos, chama por mim.

Ele sabe que um dia eu irei.

Entrarei em suas águas

desmanchando-me nas espumas

e levada por suas ondas,

eu o seguirei. Para sempre.

A paixão então explodirá.

Embriagados e loucos,

tal como amálgama,

para sempre, eternamente,

estaremos juntos.

Não retornarei.