Difícil ser blogueira

Por vezes não é fácil ser blogueiro sem ser TI ou, pelo menos, aprendiz de ciberpirata, o conhecido  hacker…

Comecei meu blog há mais de uma década, no uol. Simplesmente um dia avisaram que o serviço seria “descontinuado”, a forma tucana de dizer que me deram um “passa moleque”. Pensei em desistir.

Mas sou brasileira, não desisto fácil. Tentei várias hospedagens, mas a internet não estã preparada para blogs de textos. Querem anúncios, frivolidades…

Conheci a WordPress. Recomecei pela décima vez. E tudo ia bem.

Até que inventaram esse sistema de “blocos”, muito apropriado para blogs comerciais. Quase impossível para textos. Um serviço que eu fazia em quinze minutos agora leva mais de uma hora.

Vendo que não desisto, agora apareceu uma faixa preta indecente no meio da página que limita meu texto.

Realmente, penso seriamente que agora acho que desistirei de vez. Direi, “OK, vocês venceram”, vou jogar a toalha, deitar meu rei de deixar de ser blogueira…