Tempestades

Dia calmo, brisa leve, céu azul

Um silêncio de paz e harmonia no ar

Natureza perfeita, mas não previsível

Subitamente a brisa se encorpa

Vem o vento e depois o vendaval

Nada mais está no lugar de origem

Tudo voa, tudo quebra, tudo se vai

Vêm os estrondos, vêm os raios

E cai a chuva. Torrencial.

Tudo escurece. Nada mais existe.

Amor calmo, paixão ardente, alegria

Um arrebatamento de felicidade no ar

Vida perfeita, mas não previsível.

Subitamente algo se rompe

Vem a separação e depois a distância

Tudo é pranto, tudo quebra, tudo se vai

Vêm o desespero, vêm a tristeza

Escorrem as lágrimas. Torrenciais.

Tudo escurece. Nada mais existe.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s