Dia de poesia – Cândido Arouca – Busca permanente

Se te conhecesse toda,
se soubesse tudo de ti,
se não houvesse mais nada para desvendar,
se fosses previsível,
se fosses perfeita,
onde encontraria eu motivos para te continuar a amar?
É nas incertezas que o teu amor me incendeia,
me revolve,
(quase) me dissolve!
É nesta busca permanente que te desvendo.
É nesta necessidade constante de te conhecer mais todos os dias que me conquistas.
É na incerteza do teu Universo que me sacio e me reencontro!
É nesta expectativa que és inteira e completas o meu todo.
E é assim que te vou querer sempre!”

(Imagem: banco de imagens Google)

Um comentário em “Dia de poesia – Cândido Arouca – Busca permanente

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s