Solidão compartilhada

Ainsi me parlait mon père: “Force-les de bâtir ensemble un tour et tu le changeras en frères. Mais se tu veux qu’ils se haïssent, jette-leur du grain”.

Estava ouvindo uma música do Luiz Carlos Paraná. Começa assim: “Não foi surpresa para mim o que se deu, foi tão natural saber que nosso amor morreu….” e no fim: “quando chegaste eu já sabia ter alguém, quando partiste eu já sabia viver só.”

Fiquei pensando em quanta solidão conjunta existe pela vida afora.

Quantos casais vivem juntos e tão separados, que acredito que se tratem por bem e benhê simplesmente por não mais se recordarem do nome do parceiro…

Quantos pais não sabem sequer o dia do aniversário dos filhos…

Quantas famílias vivem juntas em compartilhada solidão…

Disse Saint-Exupéry* que Amar não é olhar um para o outro e sim olharem juntos na mesma direção, embora isso mais pareça propaganda de cinema, onde todos olham na mesma direção e nem por isso se amam!

Trazendo para nossos dias, muitos casais mudaram essa verdade e pensam que amar é olharem juntos na mesma televisão (isso quando cada membro da família não tem seu aparelho de televisão em seu próprio quarto, vivendo ali confinado).

Já não há partilha de vida, mas distribuição de egoísmo e egocentrismo.

E de tanto olharem para a televisão, se esqueceram como é conversar.

De não conversar esqueceram como é conviver.

De não conviver esqueceram como é amar.

E assim vivem muitos casais: em festiva solidão a dois.

(*como é conhecido Antoine-Jean-Baptiste-Marie-Roger Foscolombe de Saint-Exupéry, filho de condes de Lyon,França.)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s