Sinto falta

Sinto saudades de ti, sem ainda te ter.

Sinto desejo de ti, sem nunca te ter tocado.

Sinto a tua falta, sem nunca teres estado junto de mim.

Sinto o que nunca aconteceu como que tudo tivesse acontecido.

Sinto falta do teu calor, sem nunca te ter tocado.

Sinto falta do teu amor sem nunca me teres amado.

Sinto falta das palavras de amor que nunca proferiste.

Sinto falta dos teus abraços que ainda não me deste.

Sinto falta e desejo de tanta coisa que conosco nunca aconteceu, porque sinto no teu olhar, que sentes o mesmo que sinto eu.

Sinto que quando olhas para mim, fantasias comigo, o que nunca aconteceu e que de noite na cama, sonhas comigo, como que eu já fosse teu.

É verdade!

Sentimos falta, do que entre nós, nunca aconteceu, mas que acontece, todas as noites, em que eu sonho que já és minha e que tu sonhas, como que eu já fosse teu.

Sentimos desejo do que nunca aconteceu e só deixará de haverá desejo quando tu já fores minha e eu já for teu.

Mas se o desejo continuar, é porque ainda não nos amamos o suficiente. para que ele possa acabar, ou então, nosso amor é ilimitado e quanto mais nos amarmos, mais nos desejamos amar…

(Piátnitsa Melo)