Texto de Piátitsa Melo – Se eu escrevesse

Resultado de imagem para noite de amor

Se eu escrevesse tudo que me vai na alma, tu irias ler e reler, mas também irias pensar que eu estava louco e eu no meu silêncio diria: será que sou eu que estou louco ou és tu que estás a enlouquecer por eu ter aflorado, em ti, desejos adormecidos e delírios de prazer.

Se eu escrevesse tudo que me apetece escrever, começavas a transpirar e não ias aguentar tanto deleito, só com o prazer de ler.

Se eu escrevesse o que me apetece escrever, todos os dias ias ler, sem ninguém se aperceber o que é que te excita tanto e porque é que gostas tanto de ler.

Se eu escrevesse todos os devaneios, que contigo anseio ter, teu ser se transcendia em desejos desmedidos e tua força cedia ao domínio dos sentidos.

Se eu escrevesse tudo que a minha alma quer que eu escreva, sobre o que contigo desejo partilhar, não chegavam mil páginas, para descrever a minha forma de amar.

Se eu escrevesse tudo que imagino contigo, era o maior drama de amor, algum dia escrito, mas era triste e ias chorar, porque não sobrava tempo para te amar…

Melhor mesmo, é não escrever, e se um dia quiseres saber o que eu tenho para te dizer, eu o prometo fazer, cada vez que te esteja a amar… 

Desejo-te uma boa noite e sonhos de amor intenso comigo, para te ires habituando, à minha forma de amar…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s