O coração do poeta

Corazón de cristal (18488)

Do que é feito o coração do poeta?

Ele é feito da matéria mais fina, delicada

e rara trama de seda invisível

Sua carne tem como essência o brilho do luar

A brisa criada pelas asas do voo das borboletas 

E o perfume das pétalas abertas das rosas matinais

Tem a exata cor dos soluços entristecidos

E tom das lágrimas frias nas faces de quem sofre

A nuance da luz das estrelas da madrugada silenciosa

Bate ao som das folhas imóveis das árvores no verão

E da emoção do encontro das mãos do que se amam

No ritmo da respiração dos anjos que voam no céu

Sangra o coração do poeta quando sente a dor

De toda a desilusão dos amores já perdidos

Pela saudade dos amantes separados

Pelo fim do êxtase da intensidade da paixão

É tão frágil o angustiado coração de um poeta,

Lapidado pelo sofrimento das almas atormentadas

Que se pode trincar ao menor trauma ou choque

Porque sua permanente, única e inconsútil proteção

É uma fina camada do mais puro e translúcido cristal.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s