Um pouco de maturidade

Maturidade é se segurar e não abrir o presente antes da hora.    

Maturidade é se segurar e não chorar quando contrariado.    

Maturidade é se segurar e chegar em casa com o pacote fechado…    

Hoje eu tive a prova que tenho algum grau de maturidade.    

Quando recebi, nos idos de 2013, meu primeiro livro publicado, “Alinhavando letras”, a emoção foi intensa. Senti que vivia um momento único.    

E esse momento único se repetiu… foram dez momentos únicos…    

A ansiedade para ter o livro aberto nas mãos é incontrolável. Infantil mesmo.  Você já vai abrindo o embrulho no caminho, querendo tocar o livro, ver como ficou, a ansiedade é invencível.  

Hoje, entretanto, eu me segurei e dei, a mim mesma, uma prova de maturidade.    

Vim da Editora até minha casa com o pacote de livros ao lado. SEM MEXER!    

Mas quando cheguei em casa, nem pisquei: abri o pacote, peguei um exemplar e senti a emoção intensa de mais um momento único – uma antologia, a oitava da qual participo. E aí esta: com orgulho e muita emoção nosso “Nos dias em que o mundo parou”, coordenado por Silvia Bruno Securato.    

São onze livros.

Onze emoções intensas.

Oito momentos únicos.

E um pouco de maturidade…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s