Conversa com meu avô n° 15

Olá, Vô, por que anda tão sumido? Desistiu de saber notícias aqui de baixo?

Então manda algumas daí de cima – deve estar bem melhor que aqui.

Como assim, por que estou tão sozinha? Queria que eu estivesse com quem? O senhor foi embora, logo em seguida a Vovó o seguiu. Meus tios queridos, meu pai amado, e, há quatro meses, meu querido padrinho… vocês se foram e me deixaram aqui. Não sobrou ninguém para gostar de mim… Será que ninguém virá me buscar? Meu castigo será a vida longa????????

Sim, vamos mudar de assunto que o senhor não quer ou não pode falar sobre isso. Diga lá – o que quer saber da lambança que está a política (sempre é sobre isso…)

Pois é, a Rainha da Inglaterra nos deixou. O mundo ficou esquisito sem ela. O senhor acredita que, quando eu nasci, ela já era rainha? Agora fica o dedos-de-salsicha brincando de ser rei… sei não se a monarquia sobreviverá a esse fulano.

Mas aqui, na nossa terrinha, a coisa está complicada.

Temos um rainha da Inglaterra tupiniquim. Embora presidente eleito, e idolatrado pelo povo, ele não tem poder. Um outro se adonou do poder e o exerce loucamente.

Nosso Presidente é candidato a ser reeleito – espero que ganhe, o que, obviamente acontecerá se depender apenas e somente da vontade do povo, já fartamente demonstrada – e um de seus ministros – o melhor, por sinal – é candidato ao governo do nosso Estado.

Esse sim, precisa ganhar a eleição. São Paulo voltará a crescer, transbordar, recuperar sua economia e pujança. Voltará a ser aquele Estado que é maior que muito país… Vamos aguardar. Faltam vinte dias.

Aí saberemos se teremos futuro ou se vamos comer nossos cachorros (agora se chamam pets e não são mais nossos – animal atualmente não tem dono, tem tutor).

Que besteira é essa, Vô? Sei lá, não fui eu que inventei nem me perguntaram quando inventaram. É mais uma da turma do politicamente correto, que na verdade é o disfarce dos intelectualmente limitados.

Não, não estou azeda nem revoltada. O senhor que perguntou e respondi o que penso. O senhor bem sabe que não sou mentirosa. Mesmo sendo fantasiosa como escritora, na vida eu não exagero nem minto. Continuo a mesma neta de sempre.

Pode confiar em mim.

Sim, a Amazônia continua intacta. E os oceanos continuam sendo o pulmão do mundo. Os abestados pensam que é a floresta, mas quem gera mais de 50% do nosso oxigênio são as algas marinhas que produzem. O entendimento dos idiotas é atestado de ignorância dos ecochatos.

O Presidente não mandou matar ninguém. A economia melhorou muito, especialmente em comparação com o que sobrou da pandemia no resto do mundo. O Brasil está fortíssimo no agronegócio, exportando alimentos para mais de meio mundo. Se deixarem o presidente governar, o Brasil subirá feito um foguete.

Quem? O presidente dos EUA? Ninguém sabe, ninguém viu. O cara é tão inexpressivo que nem gera notícias.

Na próxima semana teremos a conferência anual da ONU, aí haverá um pouco de divulgação. Mas a imprensa está tão dominada, que nem sabemos como interpretar o que nos chega.

Verdade, Vô. Falei para o senhor que aqui está complicado.

Sabe o que eu queria, mesmo? Sentar para tomar café e comer rapadura com o senhor. Como antigamente. Estou sentindo muita falta dos que estão aí.

Veja se apressa minha ida.

Ou não irei para o mesmo lugar que vocês??????????????

Não fica bravo. Estou enfrentando aqui e continuo na luta. O senhor sabe.

Mas chega um momento em que se desanima. Tanta mentira, tanta falsidade. Tanta enganação, tanta traição… O futuro está encolhendo…

Não sabemos mais quem é o bandido e quem é o mocinho. Isso é complicado.

Sim, vamos cuidar da vida.

Apareça mais vezes que sinto saudade. bj

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s