Poesia da casa – Não me queira amar

Não me queira amar se não domina a arte
Não sou brinquedo para ser jogada ao léu
Nem minha vida é bar que se entra e sai
Quando se bem quer sem compromisso

Não me queira amar se não conhece o céu
Se não sabe a dor da perda nem o êxtase da paixão
Amar é para quem sabe e consegue se doar
E quando diz que fica, é porque, de verdade, ficará

Não me queira amar se não pode ser fiel
Se não consegue me conquistar todos os dias
Se apenas repete fórmulas já tão usadas
Repetidas para tantos outros ouvidos

Não me queira amar se não se amar muito
Porque amor e insegurança não combinam
Quem não é completo nunca poderá amar
Porque amar não é completar – é transbordar

Não me queira amar se não entender a liberdade
Se não souber voar longe, apenas por amor
Se tiver amarras, âncoras e outras misérias
E não puder ser, por inteiro, companheiro.

(Imagem: banco de imagens Google)