Sonho meu

1.- Um robô não pode ferir um ser humano ou, por omissão, permitir que um ser humano sofra algum mal

2.- Um robô deve obedecer as ordens que lhe sejam dadas por seres humanos, exceto nos casos em que tais ordens contrariem a Primeira Lei.

3.- Um robô deve proteger a própria existência, desde que tal proteção não entre em conflito com a Primeira e a Segunda Leis.

Chego da praia e tenho a surpresa de descobrir que estou sem computador. Internauta viciada, terei que me virar com o notebook, com o qual não combino muito, não me dá o conforto nem a visibilidade que o computador de mesa proporciona. Em compensação, em razão do roteador, com ele acesso a Internet de qualquer cômodo do apartamento.

Sento-me para a escrever e a panela a vapor apita, avisando que a salada está cozida. Acabei de tirar louça da máquina de lavar, e ainda tenho que colocar as roupas na outra máquina para lavar.

Começo a prestar atenção em mim mesma: o que seria de mim sem a eletricidade?

Na falta da criação de um robô Robbie, cerquei-me de máquinas. Não reclamam, não contam tragédias nem desgraças, ficam quietas em seus lugares enquanto eu penso, medito ou leio. Funcionam na hora em que EU quero e não têm problemas em trabalhar à noite ou qualquer outro horário.

Quando eu tinha por volta de 8 ou 9 anos ganhei o livro de Isaac Asimov (ou, em russo, АйзекАзимов), um clássico da ficção: Eu, Robô.

 

 

Apaixonei-me imediatamente pelo mundo robótico e passei a sonhar (sonho que não se perdeu com a maturidade) em ter meu próprio robô. As leis da robótica, que estão no alto da página, dariam a tranquilidade de ter minha própria máquina.

Não me importaria de ter também um Herbie ou um Cutie, mas não gostaria de me deparar com um Nestor ou um Dave. Algum dia haverá uma US Robôs, tenho certeza, com psicólogos de robôs e tudo o mais. Segundo Asimov seria lá pelo ano 2030. Espero que seja antes para  poder aproveitar.

Há alguns anos atrás apareceu uma propaganda da TV (não me lembro qual o produto anunciado, não sou de prestar muita atenção no que acontece na telinha), mas me chamou a atenção uma robô de aventalzinho e rodinhas no lugar dos pés que punha a comida na mesa e a criança da casa elogiava. A robô ficava emocionada e furtivamente enxugava uma lágrima no canto do olho. Aquilo me deixava fascinada – era aquele o robô que eu tanto queria – e ainda quero.

E o filme Inteligência Artificial – enxugue a primeira lágrima quem conseguiu não se emocionar com aquele robozinho sensacional. E puseram um garotinho espetacular para fazer o robô. Até o gigolô encanta neste filme.

O Homem Bicentenário – a eterna luta do robô sem alma que quer se humanizar…

Tive um robozinho de limpar o fundo da piscina, ele era azul bem forte, se destacava dentro da água. Um dia minha cunhada notou o bichinho lá num cantinho no fundo e teve um chilique, pois enxergou o próprio filhinho, de mais ou menos três anos, que estava com um maiozinho daquela cor lá pelo quintal de minha casa. Até se convencer que NÃO ERA o garoto foi um custo. Depois disso aposentei meu limpador de fundo – seu nome era Barracuda – e voltei ao velho e conhecido aspirador com mangueira.

Pela invisível eletricidade consigo fazer diversas coisas ao mesmo tempo, o que faz esse tempo render, e ainda escutando música. Quando a eletricidade é cortada eu fico prostrada, sentada num canto, nada sei fazer sem ela, a Santa Eletricidade que me dá vida.

Enquanto minha Robbie não chega, vou me virando com minhas maquininhas, e não digam que preciso poupar energia, pensar no meio ambiente, que desafio todos vocês a superarem minha marca: só no quintal e no jardim de minha casa no interior plantei MAIS DE TRINTA ÁRVORES. Já compensei todos os banhos que tomei, toda a gasolina que queimei, toda a eletricidade que usei e todo o oxigênio que respirei.

(Guarujá, 29.03.2009)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s