No silêncio

Quando a ausência é a presença possível

A solidão se torna a única companhia

E a distância voltou a se instalar entre nós

A saudade tudo cobriu com seu manto de

Tantas lembranças e tristeza

Percebi, então, nessa hora que

Foi no seu silêncio que mais ouvi sua voz.

E que  foi então quando me calei que

mais eu disse o que sentia.

Um comentário em “No silêncio

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s