Anoitecer

Na hora mágica do anoitecer,

quanto o encanto acontece

por já não ser mais ser dia

mas não é noite ainda

as cores e as luzes se misturam

numa indecisão de brilhos e reflexos vários

 algo se rompe dentro de mim

e também já não sei quem sou nem onde estou

e loucamente começo a te buscar

em cada minuto em cada segundo

em cada astro que surge no infinito

cada estrela que surge a brilhar me trazem teus olhos

 a lua ri de mim e mostra direções incertas

 todos os sons da natureza se transformam

pássaros já não cantam mais, recolhidos nos ninhos

 os gritos das crianças silenciam

e não se ouvem mais as buzinas dos carros

novos sons surgem a cada instante 

grilos invisíveis enchem o ar com seu cricrilar encantador

ao longe a primeira coruja pia, daqui outra responde,

e, num repente não  visto, o sol se retira completamente

e o escuro impera no céu e na terra.

Outras são as luzes que agora me guiam

E esses novos sons às vezes me apavoram

Mesmo assim sigo nessa procura insana

Que talvez já tenha perdido o sentido

Quanto mais eu te busco a cada noite,

mais eu não te encontro

e não me pergunte se e por que tenho tanta pressa em te ver

eu sei que tenho pressa,

muita pressa nesse encontro

porque como esse anoitecer que encerra mais esse dia

a noite dos tempos também está chegando

para encerrar o dia da minha vida  

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s