Quando

Foi quando eu chorei que pude, através das lágrimas,

enxergar mais claramente as ruínas de nós dois:

Foi quando eu tentei engolir em seco que as palavras

não ditas mais me fizeram engasgar e responder;

Foi quando eu busquei seu abraço e você já havia

partido que meus braços mais estreitamente se encontraram;

Foi quando eu precisei de um carinho que não existiu que

minhas mãos mais ternura quiseram levar até você;

Foi quando eu quase desisti de tudo que mais alto

minha vida gritou que ela valia a pena ser vivida;

Foi quando meu corpo vacilou no vazio da separação

que não mais encontrou o aconchego do seu corpo;

Foi, então, através da cortina de lágrimas que me turvavam

a vista, que pude ver que havia sido abandonada…