Texto de Bibiana Benites

Há uma porção de coisas minhas que são difíceis de serem contadas…
Há uma porção de coisas em processo de cicatrização…
Há uma porção de sonhos que foram atropelados pelas circunstâncias do tempo…
Há uma porção de sentimentos entreabertos que esperam a hora certa de virarem fim…
Há uma porção de mim em tudo o que eu escrevo, que eu leio, no outro…
Há uma porção de coisas minhas que ninguém entenderia…
(nem eu mesma)
Passei por coisas que ninguém imagina, já fui ingênua e imatura, mas hoje sei entrar e sair de qualquer situação, tudo que vier contra mim, vai bater de frente comigo mais forte do que nunca…
Minhas antigas versões honrariam quem me tornei…
Cai menina, levantei MULHER…

(Imagem: Pinterest)