Passos vencidos

Caminante, son tus huellas el camino, y nada más; caminante, no hay camino, se hace camino al andar.

Al andar se hace camino, y al volver la vista atrás se ve la senda que nunca se ha de volver a pisar.

Caminante, no hay camino, sino estelas en la mar. (Antonio Machado)

                             

Nunca li um livro da chamada literatura de autoajuda. Não posso tentar resolver meus problemas pela cabeça de um desconhecido, mesmo que ele tenha conseguido resolver um dos seus próprios e depois resolveu contar para todo mundo por meio de um livro.

Acho que cada um tem de sair das dificuldades pelas próprias pernas, dando os passos possíveis e fazendo seu próprio caminho…

As armadilhas em que caí ao longo da vida ensinaram-me que o grande segredo para ser feliz é se bastar. Não deixar minha felicidade nas mãos de terceiros. Não permitir ser necessária outra pessoa para me fazer feliz.

Dessa forma, ninguém pode me fazer infeliz. Porque eu me basto no quesito felicidade.

Os anzóis das iscas que me iludiram deixaram profundas marcas em minha carne.

Peixe carente, atirei-me com sofreguidão às iscas, sem perceber as ocultas intenções dos anzóis que as exibiam…

E foi assim que aprendi que as iscas mais atraentes trazem os anzóis mais cruéis.