Canção bem simples

Momento poesia, trazendo Guilherme de Almeida:

 

Se eu achasse uma rima em “Eu”

mas uma rima rica e linda

que nenhum poeta achou ainda

e em que coubesse mais do que eu;

 

E também uma rima para “gosto”

mas que pudesse traduzir

tudo o que eu sinto sem sentir

e o quanto eu gosto quando eu gosto;

 

E ainda mais uma para “muito”

que fosse rara como um bem

que é meu, só meu, de mais ninguém,

e é sempre pouco, nunca é muito;

 

E tivesse uma para “de”

que alguém que adoro me dissesse

num beijo louco e que pusesse

entre o seu e o meu nome um de;

 

E uma afinal para “você”

se eu tivesse tudo isso um dia

eis a canção que eu comporia:

“Eu gosto muito de você”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s